TSF

quinta-feira, 3 de julho de 2008

A maldita invenção do homem.


A importância que o homem dá à cor da pele do seu semelhante, é muito preocupante.Na realidade em muitos dos casos a diferença da cor da pele é uma barreira muito mais determinante para a comunicação das pessoas do que a própria diferença linguística.
Isto pode ser considerado um fenómeno anti-natura , uma vez que, na natureza, não vemos os animais minimamente preocupados com as diferentes cores de pelagem ou penas.
Como todos sabemos o racismo surgiu com o próprio homem, a intolerância é algo que desde sempre caracterizou a nossa espécie.
O racismo à escala mundial teve inicio com os descobrimentos e os portugueses foram um dos principais protagonistas deste fenómeno, pois com a descoberta do Brasil houve necessidade de arranjar mão de obra que ajudasse a construir a nova colónia e para isso, os Portugueses "exportaram" populações negras de África para o Brasil.
Foi deste modo que se deu inicio ao flagelo da escravatura,atingindo proporções à escala mundial, com outros países a adoptar semelhante atitude.
Hoje as coisas são diferentes, no entanto o fantasma da escravatura, ainda hoje paira sobre as cabeças dos povos negros e é ela a responsável por todos os preconceitos, ainda hoje existentes, relativamente a estes povos.
A xenofobia e o racismo traduzem, em geral, a falta de preparação para compreender e aceitar a diferença e a alternativa, numa das suas formas características, a do estrangeiro minoritário.
Nessa medida a xenofobia e o Racismo são também, deficiências na formação da personalidade e auto-conhecimento, de preguiça mental, ou, ainda, uma demonstração de simples crueldade humana.

10 comentários:

Rachel disse...

Eu "voto" na simples crueldade humana.
É um infeliz facto.
Resta-nos educar as nossas crianças, para conviver com a "diferença", mostrando-lhes que ela não existe!

Belo Texto.

Rachel disse...

Quebra, claro q podes ver o perfil, aqui vai:
http://raquelbel.hi5.com
acho que consegues entrar por aqui.
Mas olha, "shiu", mas não digas a mais ninguém eheheh

Adriana disse...

ótimo post
realmente a escravidão foi e é algo terrivel, e ainda hoje mostra seus reflexos, julgar alguém pela sua cor ou por qualquer característica externa é o cúmulo!
Somos tomos seres humanos e com isso iguais, não importando cor, poder econômico, ou qualquer outro fator.

Rachel disse...

Andas muito "calado", Quebra!

Escreve mais textos destes, estamos à espera.

Rachel disse...

Espero sinceramente que tenha corrido tudo pelo melhor.

Mas principalmente: Se precisares de alguma coisa, de algum esclarecimento, livros, legislação, ou coisa parecida, diz. Não te acanhes.

Somos uns para os outros.

Fica bem.

Francine Esqueda disse...

Olá?!! Aproveitando o fim de semana??
Espero que sim!
Eu estou atolada de trabalho e compromissos, por isso passo rapidinho, para dar aquela fuçada básica e agradecer sua super visita.
Beijos e...
Aproveite o domingão

Rachel disse...

Férias?
Trabalho?
Mais exames?

Não deixes de escrever, Quebra!!!
Actualiza lá o teu Bloguinho, que já liamos outro post!

Quebra Ossos disse...

Rachel,
neste momento ainda me encontro a gozar as merecidas férias... Um beijo e até 15 Set.

Rachel disse...

Quebra:
Acualiza lá o teu cantinho...
Bjs

NAELA disse...

Aproveito para agradecer pelo excelente post! Alias alem de muito bem escrito traz a luz problemas que confrontamos no nosso quotidiano e que muitas vezes sao ignorados.
Beijo terno