TSF

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Feliz 2009 !

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Hoje apetece-me cantar esta...

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

A todos um Bom Natal...(No comments)




sexta-feira, 7 de novembro de 2008

O milagre da vida

video

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

A sociedade do futuro


Um fenómeno que não nos pode (e a maioria das vezes é) ser indiferente é a globalização e as suas consequências.
A globalização trouxe muitas coisas das quais jamais abdicaríamos hoje. O telemóvel (quem viveria sem ele?), a internet (que jeito dá), mil canais de televisão em casa (porreiro já não sou obrigado a ver a mesma coisa todos os dias), etc.
São centenas de objectos e aplicações que nos facilitam, sem dúvida, a vida do dia-a-dia. Mas como tudo (inclusive os medicamentos para nos curarem) também o fenómeno da globalização tem efeitos secundários nefastos para a sociedade global.
A competitividade desmesurada, as correrias infernais, a falta de tempo para estarmos com quem mais gostamos, a conversa com o vizinho do lado, a cerveja ao fim do dia com os amigos de infância, etc.
A reflexão sobre as consequências negativas da globalização já é uma realidade nas cabeças de alguns pensadores Mundiais, mas não chega, precisamos ser nós próprios a reflectir, a parar um pouco esta correria infernal, esta loucura tecnológica e consumista.
O ser humano não está a tornar-se irracional, mas sim num robot racional o que, diga-se de passagem, é bem pior.
Perguntem a vós próprios:
- Será possível uma sociedade desprovida de valores?

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Não havia necessidade...


Na semana passada, Cristiano Ronaldo confessou ter jogado, no ultimo campeonato europeu de futebol, lesionado e com fortes dores no pé . Disse ainda, que voltaria a fazê-lo, pois, pela selecção, faz todos os sacrifícios possíveis e imaginários.
Cristiano, muito obrigado pela tua solidariedade, e todos nós, Portugueses, agradecemos! Aliás, nós portugueses e todas as selecções que jogaram contra nós.
Bem... depois de analisar profundamente a situação, possivelmente só as outras equipas agradecem essa tua boa vontade.
Como é possível que, numa competição daquela importância, e com tantos jogadores no banco de qualidade (Caso do Pupilo do Mourinho), tivéssemos que utilizar o Ronaldo a sofrer no campo por nós? Ó miúdo! A malta não é parva, claro que todos nós percebemos o valor que estava em jogo com a tua participação no Europeu...vá deixa-te lá de cenas e para a próxima, em vez de te fazeres de vítima, agradece ao pessoal por ter deixado que tu jogasses lesionado.
Confesso que admiro as tuas qualidades enquanto jogador de futebol...mas rapazito depois de teres confessado (ingenuamente, ou não) que jogaste, a cerrar os dentes com dores, para ajudar Portugal, apeteceu-me "bater-te"! Uma equipa de futebol não pode "dar-se ao luxo" de jogar um campeonato europeu com menos um em campo! Até pensei que as coisas simplesmente não te estavam a correr bem, mas por razoes desculpáveis, agora por lesão?
Não és tu o culpado Cristiano, talvez a tua cabeça achasse que nos estavas a ajudar...mas não Cristiano, quem te estava a ajudar éramos nós, todos os portugueses...
Ficas a dever uns golitos no próximo Mundial...se lá formos!

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

O "meu" novo blogue!


Após uma festa (VIP é claro) eu e uns amigos decidimos criar um novo espaço dedicado aos famosos (como nós), mostrando algumas fotos caricatas.
Este blogue não pretende ofender ninguém, apenas quer desmistificar a ideia de que "somos" perfeitos...
Ah! È verdade, tu também podes contribuir, envia fotos de famosos, (que podem ser tuas) para o nosso mail(carasdeparvo@gmail.com) para as podermos publicar!
Para acederes ao espaço carrega no "Ninja" no inicio da página.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Regresso à escolinha!


7.30h da manhã, levantei-me ansioso, era o primeiro dia de aulas. Tomei banho e vesti a minha melhor roupa, coloquei perfume e sentei-me à mesa para comer o pequeno-almoço. A comida não me sabia a nada, o pensamento era só um...é o primeiro dia de aulas!
Estava ansioso para conhecer a professora, os novos colegas e sentir de novo o cheiro a escola.
Sem demoras, coloquei o automóvel a trabalhar e, de sorriso estampado no rosto, arranquei em direcção a esta nova aventura.
Ao chegar à escola encontro exactamente o que esperava, centenas de colegas com a mesma ansiedade e, ao mesmo tempo, receio do que aí vem...
Entrámos na sala e, educadamente, todos escolheram o seu lugar, chegou a hora das apresentações...a professora disse a sua graça e de uma forma breve falou sobre o arranque do ano lectivo...
Para saber os nossos nomes começou a fazer a chamada... a certa altura evoca: -"Daniela".
Respondo eu: -"Presente" ao mesmo tempo que levanto energicamente o braço direito.
A minha filha, admirada, diz: -"Pai! Daniela sou eu e para tua informação já sou crescida, já estou na escola a sério!”-
- ...“Desculpa filha, o Pai entusiasmou-se…”

quinta-feira, 3 de julho de 2008

A maldita invenção do homem.


A importância que o homem dá à cor da pele do seu semelhante, é muito preocupante.Na realidade em muitos dos casos a diferença da cor da pele é uma barreira muito mais determinante para a comunicação das pessoas do que a própria diferença linguística.
Isto pode ser considerado um fenómeno anti-natura , uma vez que, na natureza, não vemos os animais minimamente preocupados com as diferentes cores de pelagem ou penas.
Como todos sabemos o racismo surgiu com o próprio homem, a intolerância é algo que desde sempre caracterizou a nossa espécie.
O racismo à escala mundial teve inicio com os descobrimentos e os portugueses foram um dos principais protagonistas deste fenómeno, pois com a descoberta do Brasil houve necessidade de arranjar mão de obra que ajudasse a construir a nova colónia e para isso, os Portugueses "exportaram" populações negras de África para o Brasil.
Foi deste modo que se deu inicio ao flagelo da escravatura,atingindo proporções à escala mundial, com outros países a adoptar semelhante atitude.
Hoje as coisas são diferentes, no entanto o fantasma da escravatura, ainda hoje paira sobre as cabeças dos povos negros e é ela a responsável por todos os preconceitos, ainda hoje existentes, relativamente a estes povos.
A xenofobia e o racismo traduzem, em geral, a falta de preparação para compreender e aceitar a diferença e a alternativa, numa das suas formas características, a do estrangeiro minoritário.
Nessa medida a xenofobia e o Racismo são também, deficiências na formação da personalidade e auto-conhecimento, de preguiça mental, ou, ainda, uma demonstração de simples crueldade humana.

quinta-feira, 26 de junho de 2008

A evolução da espécie


Na “Aldeia Global” onde, muitos de nós, habitamos recentemente, oferecem-nos à partida, um conjunto de oportunidades que, em outros tempos, diriam os nossos antepassados, não passariam de mera ficção.
O mundo transformou-se e o tempo em que as dívidas, inerentes à actividade comercial se pagavam com a própria vida já lá vai. O caminho seguido e que a história confirma, é o esforço, no sentido e visando o desenvolvimento saudável do comercio, em encontrar mecanismos legais que, por um lado limitem a responsabilidade daqueles que investem, os empreendedores, e por outro, garantir que terceiros vejam os seus créditos satisfeitos.
A necessidade de adoptar mecanismos que limitassem a responsabilidade dos proprietários de pequenas e médias empresas “em nome próprio”, cresceu com o desinteresse do exercício, individual, do comércio e da industria, devido ao risco associado às suas actividades e à exposição do património pessoal dos empresários.
Sendo assim os empresários refugiavam-se em sociedades comerciais de pluralidade fictícia, ou seja, os associados que se juntavam ao proprietário do negócio, apenas o faziam para satisfazer o formalismo legal sem gozarem das vantagens e sem estarem vinculados aos deveres correspondentes à figura de sócio. Sem a defesa de uma forma jurídica idónea, o comerciante individual tratou de se refugiar nas formas de sociedade e alcançar, cumprindo requisitos legais, a protecção legislativa mais oportuna.
O estabelecimento comercial individual face à realidade era inequivocamente um regime jurídico obsoleto. O empresário individual com a criação e desenvolvimento da sua empresa, assume um risco económico e pessoal ao actuar na área mercantil com o seu nome e da sua família, criando uma instabilidade inaceitável, quer pessoal, quer familiar.
A limitação da responsabilidade surgiu como decisivo ao estímulo na criação de empresas, como aliás, já tinha sido a experiência do dinamismo das sociedades anónimas e das sociedades de responsabilidade limitada por quotas, fornecendo ao empresário do pequeno comércio, e não só, uma segurança pessoal que as outras categorias sociais já tinham alcançado.
Diga-mos que esta, é uma última fase de evolução jurídica da noção de responsabilidade. Na verdade, o devedor, originariamente respondia pelas suas dívidas
com a vida, depois com a privação da sua liberdade, mais tarde com todos os seus bens, nos tempos modernos apenas com a parte correspondente a um lote de acções, nas sociedades anónimas, ou a uma participação social, nas sociedades por quotas, depois desta limitação ter sido admitida com as sociedades em comandita. O empresário individual acabava, de forma lógica e natural essa evolução, tendo a possibilidade de criar uma empresa sem ser obrigado a responder com todo o seu património, mas apenas com aquele que para esse efeito afectasse.
O nosso legislador optou, inicialmente, por uma figura não societária e criou o estabelecimento individual de responsabilidade limitada (EIRL), com uma disciplina de património autónomo de afectação especial, visando a tutela das garantias de terceiros. Esta opção não fechou a porta à sociedade unipessoal por quotas, como previsto a excepcionalidade do nº2 do Art.7º do Código Das Sociedades Comerciais.
O EIRL é um mecanismo técnico legal que permite, ao comerciante, destacar do seu património uma parte dos seus bens, para afectar à actividade mercantil. Este património será o capital inicial do estabelecimento. Dispõe o Art.11º do Dec. -lei 248/86 que, pelas dívidas do EIRL respondem apenas os bens a este afectados, existindo em caso de falência uma excepção, o falido responde com todo o seu património pelas dívidas contraídas no exercício da sua actividade comercial se, se provar que, o titular do EIRL não observou o principio da separação patrimonial, na gestão do estabelecimento.
O titular do EIRL deve em cada ano civil elaborar as respectivas contas, constituídas pelo balanço e pela demonstração dos resultados líquidos, referindo-se ao destino dos lucros resultantes da sua actividade. As contas anuais, bem como um parecer sobre estas, devera ser elaborado por um revisor oficial de contas e ser depositado na conservatória do registo comercial, dentro dos 3 primeiros meses de cada ano civil. O Art.15º do mesmo diploma institui a obrigatoriedade da criação de um fundo de reserva, ao qual o titular, do EIRL, destinará uma porção dos lucros anuais, que nunca poderá ser inferior a 20%, até que esse fundo represente metade do Capital do estabelecimento. O fundo de reserva só poderá ser utilizado nos termos previstos na lei. Quer o legislador, deste modo, salvaguardar as garantias de terceiros.
O mecanismo do EIRL não vingou, muito por culpa das vantagens fiscais que o exercício de uma actividade sob a forma de sociedade apresenta, e que a figura do EIRL
nunca conseguiu igualar. A problemática fiscal é decisiva pela a escolha de uma, ou outra estrutura empresarial.
Os mecanismos que permitem a limitação da responsabilidade do comerciante individual, não devem ser encarados com desconfiança, mas sim protegê-los dos abusos mais correntes, pois são estes que merecem a reprovação do Direito. Pertinente será enriquecer o complexo de regras de competência e de controle, de forma a suprir os riscos de quem estabelece relações negociais com este tipo de estabelecimentos, ou sociedades, de responsabilidade limitada. Daí poderá resultar a sanção da responsabilidade ilimitada, ou pessoal, alvejando aqueles que não contribuam para um desenvolvimento saudável do comércio e, consequentemente para uma SOCIEDADE mais justa.

Nos limites do sonho!


...não será o sonho, o estado que realmente ambicionamos, a derradeira meta da busca pelo verdadeiro sentido da nossa existência humana?
O estado de felicidade ou simplesmente a ilusão de uma vida absurda?
O sonho é aquilo que tanto se quer na vida, são os sonhos que nos fazem crescer e elaborar objectivos nas nossas vidas. Um jovem que queira ser enfermeiro elabora escolhas desde o seu 9ºano de escolaridade, segue o seu caminho de acordo com aquele sonho. Um miúdo que deseje ser o homem mais rico do mundo, começa a juntar dinheiro em função de tal sonho. Alguém que pretenda abdicar de tudo e seguir a vida religiosa, quem sabe fazer um voto de pobreza, torna-se um frade Franciscano…
Cada vez se torna mais evidente que a busca do sentido da existência humana é algo muito pessoal. Os homens têm vontade própria e não são máquinas robotizadas, cada qual segue os seus sonhos que o levam à valorização da sua individualidade e a compreender a sua própria existência.
O mais maravilhoso é que essa busca da felicidade demora o tempo que cada um de nós desejar, pois há sempre espaço para ir mais além…

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Já podes contribuir com o teu voto!


A avaria no site da ECO-EDP está solucionada, sendo assim, já é possível contribuíres com o teu Voto!
Por nós, pelos nossos filhos, vamos renovar o Planeta...concorre com a tua ideia em:
http://www.eco.edp.pt/ideiaseficientes/
ou,
Vê a minha ideia, Clica no titulo do Post e vota!

Juntos vamos conseguir!

quarta-feira, 4 de junho de 2008

ECO-EDP Eficiência Energética(Vota aqui)


Por nós, pelos nossos filhos, vamos renovar o Planeta...concorre com a tua ideia em:
http://www.eco.edp.pt/ideiaseficientes/
ou,
Vê a minha ideia, Clica no titulo do Post e vota!

Juntos vamos conseguir!

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Uma coisa que me faz uma grande confusão...


... é o facto de algumas personalidades (que são sempre as mesmas) dizerem que, quer Patinha Antão, quer Santana Lopes, não contam na corrida para a liderança do Partido Social Democrata. Quando oiço este tipo de declarações, fico sempre à defesa...
Se eles dizem que não contam, (ou seja, que não defendem os seus interesses) é porque devem ser aqueles que têm uma visão mais social e que menos protegem os interesses dos maiores Capitalistas.
Qual o interesse da comunicação social, ou daqueles que detêm o poder da mesma, não dar voz a um, ou outro, candidato, desprezá-lo, ou mesmo matá-lo politicamente?
Lembram-se do tempo em que Santana foi primeiro Ministro, aquele homem se acordasse 5 minutos mais tarde do que estava previsto, seria o Caos Nacional, tema de abertura do jornal da manha, da tarde, da noite, tema de prós e contras etc.…e agora como é?
Durão Barroso fugiu, Santana apareceu, e manteve-se como Primeiro Ministro até interessar…sim, porque, logo que Ferro Rodrigues saiu de cena, o nosso Primeiro Ministro Bombeiro, enviado pelos seus próprios Camaradas para o fogo, já não era necessário e levou cartão vermelho de Sampaio.
A partir daqui tudo foi permitido, até tirar olhos, a televisão fabricou um produto, e querem continuar a fabricar o produto para que o povo o consuma…
…sempre que certos analistas digam, que este não conta, ou não ganha de certeza, façam exactamente o contrário e votem nesses, nesses que não contam, que não lhes interessam, mas interessam a nós, e, nós, que somos muito mais que eles, poderemos fazer deste Pais, um Pais melhor para os nossos filhos.
PS:Já agora, tudo isto, faria também confusão ao srºFrancisco Sá Carneiro...

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Efeito Borboleta


Um filme que mudará para sempre o teu futuro...

terça-feira, 27 de maio de 2008

Ser(emos) livres?



Quando nascemos ninguém nos perguntou se queríamos, quando e se desejávamos que isso acontecesse.
É a decisão de outros que faz com que se gere o ser que somos e acaba por vir a este mundo.Passamos então a viver nele com alegria ou sem ela, com entusiasmo ou desinteresse, com felicidade ou com angustia.Tudo vai evoluindo "à latere" da vontade do individuo, porque este só o é, após a concepção do mesmo.Somos condenados a viver?
Para viver a vida que nos foi imposta é preciso lutar, ter vontade e estar certo de que há algo de interesse que nos possa dar satisfação e que justifique, ou seja, a nossa razão de viver.
É essa a nossa liberdade, a liberdade de escolher como viver a vida enquanto a possuímos.Escolha assaz difícil, porquanto todos queremos viver, ter saúde e bem estar.
É nossa a responsabilidade de procurar viver bem.Não existe ser humano que lute para viver infeliz, no entanto, nesse aspecto, não se pode ser tão livre como se pensa.Algo continua preso, condenado à nossa criação ...todos erramos, pois como o velho proverbio latim diz:"errare humanum est".Com efeito, todos aprendemos com os erros e ninguém terá a lucidez suficiente para dirimir as questões que se nos apresentam.Somos livres, mas nunca uma liberdade completa porque "ela" é sempre limitada por quem nos "condenou" a nascer.
A vida corre tão depressa... já dizia Fernando pessoa, "A ciência é tão pesada e a vida tão célere".Não damos conta que foram anos de luta, com alegrias e tristezas, com sucessos e insucessos, mas que foram anos em que tivemos a responsabilidade de viver a vida, porque essa é só nossa .Mesmo quando temos ajuda a interpretá-la, é a nós que compete a decisão final.Porém não há uma liberdade plena, porque estamos inseridos num Estado de Direito, numa Sociedade guiada pelas Leis.É ou não verdade que somos um animal social?
Quando alguém deixa de ter interesse pela vida poderá, ou não, decidir quando morrer? É óbvio que tem a liberdade de o fazer sempre, algo porém que pode limitar a sua decisão.Poderá não ser o medo, visto que até acredite que a morte é o descanso, depois quiçá, de longos anos dolorosos de vida.Poderá ser a responsabilidade que este sente para com os seus progenitores...Quando alguém está a sofrer com uma doença, para a qual não existe uma cura, e que o vai "minando" física e psiquicamente, é óbvio que tem a liberdade de acabar com a sua vida. É livre de o fazer, mas não plenamente, pois tem a responsabilidade moral, na ética cristã ou de outra religião, de fazer aquilo que bem aprovar.
Seremos mesmo livres depois de nascermos? Pergunta complexa, à qual é muito dificil responder, mas há uma realidade insofismável: Somos condenados a nascer, e, quando nascemos temos a sentença que nos condena a ser livres, mas não totalmente.Somos condenados a nascer e não temos a liberdade para morrer!
A única e verdadeira liberdade que temos é de pensar...mas essa mesmo...só dentro do nosso próprio silêncio.

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Nos Limites Do Silêncio


Simplesmente genial...
Um trilher psicológico que nos faz olhar o outro de maneira diferente, tentar perceber o porquê é difícil e dá trabalho...é mais fácil julgar sem conhecimento!
Os nossos fantasmas e a coragem para os vencer, os nossos medos e as nossas fraquezas são explorados de uma forma brilhante neste filme de Tom McLoughlin.
A vida é feita de pormenores que podem alterar para sempre a nossa vida.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

O teatro e o Direito!


Num processo de divórcio, litigioso, ou não, costumo dizer que existem sempre três histórias, a dele, a dela e a história verídica.
Esta (a história verídica) é um cocktail das outras, mais um ingrediente desconhecido.
A justiça é um valor abstracto e faz parte do nosso imaginário. Neste sentido posso comparar o Direito ao Teatro e só neste sentido porque o Direito é muito mais que os Advogados!
Os advogados deveriam ser uma classe respeitada por todos, pois os valores que prosseguem são nobres.
Ao contrário do que as pessoas pensam, um advogado não deveria mentir, nem deveria incitar o seu cliente a mentir para simplesmente se “safar” daquele maldito processo.
A missão de um advogado é colaborar para que se faça justiça, defendendo, é claro, os direitos do seu cliente…
A representação teatral não faz, ou não deveria fazer, parte de nenhum tribunal. Muitos dos nossos teatros estão às moscas… Será que estamos perante um caso de concorrência desleal? Ah pois! As portas da maioria dos tribunais estão abertas ao público sem cobrar bilhete…

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Pecado Capital(Derailed)


Mais um filme a não perder...
O publicitário Charles Schine (Clive Owen) vive na periferia de Chicago, regularmente apanha o comboio para o trabalho. Mas, no único dia em que perde o comboio, conhece Lucinda Harris (Jennifer Aniston), e a sua vida muda para sempre.
Lucinda é uma mulher bonita e inteligente.
Ambos são casados e têm filhos, no entanto a sua paixão é incontrolável e acabam os dois num quarto de Motel.
Quando se encontram no quarto são surpreendidos por um assaltante e violador, algo que os coloca numa situação completamente embaraçosa...
Pecado Capital é um sexy e psicológico thriller, com Clive Owen, Jennifer Aniston nos principais papéis, e ainda Melissa George, Vincent Cassel, RZA e Xzibit. Baseado no best-seller de James Seigel, um filme para ver acompanhado pelo conjugue!

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Quem é a favor da Pena de Morte?


O homem, actualmente com 55 anos, foi condenado com base em dois testemunhos em Julho de 1981, por alegadamente ter violado e estrangulado uma amiga de 21 anos, cujo corpo foi encontrado nas margens do Rio Trinity, no Texas.

Apesar de seis pedidos de recurso e dois de testes de ADN, James Woodard teve de esperar pela chegada de um novo juiz, Craig Watkins, que iniciou um programa de revisão de uma centena de pedidos de testes genéticos.

Graças ao empenho de Alexis Hoff, estudante de Direito que participa no programa, em Dezembro de 2007 foram tornandos públicos os resultados de um teste de ADN que o inocentavam do crime de agressão sexual.

Como, já este ano, um médico legista concluiu que a violação e o crime só podem ter sido cometidos pela mesma pessoa, o acusado ficou livre de qualquer suspeita.

James Woodard detém o triste recorde de ser o norte-americano que mais tempo passou na prisão sendo inocente, afirmam os seus advogados.
Fonte:http://sic.aeiou.pt/online/noticias/mundo/20080430+Condenado+a+morte+e+inocente.htm

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Que silêncio...


...se faz sentir hoje em Lisboa!
Não me lembro de uma segunda feira como hoje! Parece o dia mundial do silêncio, ninguém diz nada.
Estou maluco ou não foi fim-de-semana de jogo grande, um clássico, nem mais nem menos que um Porto vs Benfica?...e ainda de um Leiria 4 Sporting 1?
Nahhh!! isto não deve ter acontecido...
Não percebo este silêncio...ou será que percebo...?
Será uma espécie de guerra fria...?
xiuuuuu....

PS: Já agora...Dirimente = Que isenta de pena; que exclui a culpabilidade de. / Que causa a nulidade de.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

A não perder! - " Bem me quer mal me quer"


Para este fim de semana recomendo mais um grande filme, Bem me quer mal me quer,Realizado por Laetitia Colombani.
Sem Comentários, espero pelos vossos!

Pirâmide de Maslow


Num mundo cada vez mais consumista e por sua vez identificado como uma "aldeia global" (termo que discordo completamente) é notório, na minha opinião, uma elevada carga ilusória. Uma vez que existem pessoas, incluindo crianças, a morrer à fome no nosso planeta a cada segundo que passa, leva-me a pensar que ainda não chegamos ao nível (segundo a "pirâmide das necessidades") de sermos tão consumistas tal como acabámos por nos tornar.
Contrariando a teoria da pirâmide, que alguém se esqueceu, ou não se lembrou, de dizer que nunca deveria ser individualizada. Ao invés de falarmos de uma aldeia global deveria existir a ideia de uma "pirâmide global das necessidades", onde as necessidades secundárias de uns só pudessem ser satisfeitas quando todos os outros (em todo o planeta) tivessem satisfeito as primeiras. Sendo esta ideia utópica, nos dias de hoje, nada mais poderemos fazer que tentar inverter a situação, claro que com alguns séculos de atraso mas como diz o ditado:" mais vale tarde...)
Gostaria de pertencer à geração que tentou acabar com a pobreza no mundo e convidá-los a juntarem-se a todos aqueles que lutam a favor de uma "pirâmide global das necessidades".
Poderemos continuar a colocar as nossas fotos, os nossos vídeos e as nossas opiniões para todo o mundo ver, não temos que deixar nada daquilo que já nos habituámos a fazer, mas não devemos esquecer que a pirâmide pertence a todos e o mundo será melhor se não a descurarmos!

quarta-feira, 16 de abril de 2008

A não perder ( Os Coristas)


Um filme que me encantou profundamente. Fala sobre a relação entre alunos e a instituição "escola", onde se destaca um professor, que, através do seu talento natural, conseguiu algo, para muitos, considerado milagre.
Recomendo a todos este filme, principalmente aqueles que de alguma forma representam papéis de liderança no trabalho ou mesmo na família.


Nomeado para os Oscares de Melhor Filme Estrangeiro e de Melhor Canção Original.
Realizador: Christophe Barratier
Actores: Gérard Jugnot e François Berleand
Música: Christophe Barratier e Bruno Coulais

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Coloque as suas Questões!

A partir de hoje já pode colocar as suas questões sobre Direito, para isso basta aceder ao novo espaço: http://questoesdireito.blogspot.com/.
Para questoes de "Endireita" este espaço continua a ser o mais indicado!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Questões de Direito!

BREVEMENTE!

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Mensagem extra-Terrestre ao nosso Planeta


O mais fantástico grupo de música e animação que existe no nosso planeta. Os Blue Man Group inovam em todos os seus espectáculos e têm algumas características muito interessantes, uma delas é estarem completamente pintados de azul e vestidos de negro (daí o nome de Blue Man Group), a outra é usarem como instrumentos musicais tubos de plástico reciclável.
Todos os seus espectáculos são uma verdadeira obra de Arte! Este vídeo é um anúncio sobre preocupações ambientais!

Charlton Heston


Morreu Charlton Heston, uma das últimas lendas vivas de Hollywood. Fica aqui a nossa sincera homenagem a um dos melhores actores de todos os tempos!

sexta-feira, 4 de abril de 2008

A não perder!


Uma vez que ando com tempo (ou sem sono) para ver algumas fitas vou inaugurar um novo espaço no blogue sobre filmes.
O objectivo é não perder filmes fantásticos que andam por aí e da mesma forma tentar evitar algumas banhadas.
Esta semana recomendo "Em busca de felicidade" (The Pursuit of Happyness) com Will Smith e o seu filho nos principais papeis.
O filme fala de sonhos e das dificuldades que por vezes temos que passar para alcança-los.
"Quem diz que não consegues fazer algo é a pessoa que nunca o conseguirá fazer...não quer dizer que tu não o consigas" É umas das passagens maravilhosas do filme mas tem muito mais, enfim um filme de emoções muito fortes, cheio de valores...uma lição de vida.

Como é fim-de-semana recomendo ainda outro filme, "INOCENTE OU CULPADO" com kevin spacey e kate winslet. Na minha opinião um dos melhores filmes sobre a pena de morte, diferente de todos os outros, carregado também de emoções e de valores muito fortes...O filme demonstra que, além de outras coisas, existe um valor muito superior à vida...A dignidade!

Espero recomendações vossas, bons filmes!

terça-feira, 1 de abril de 2008

Filhos da ignorância


Algo presente na essência de todos os seres humanos e que se reflecte nos seus desejos deve ser tão simples como a felicidade.Parece simples de alcançar mas que se torna sempre mais complicado do que aparenta ser.
Existem muitas pedras pelo ar na tua direcção, atiradas por vezes por aqueles que nunca imaginarias que o fizessem.
As deficiências de auto-conhecimento, a estreiteza de mentalidades ou ambas as coisas, podem levar alguém a este tipo de comportamento.
A inteligência não se resume ao facto de se conseguir resolver uma equação complicada, ou ganhar um caso perdido em tribunal...é muito mais do que isso...
É percebermos os outros e a nós mesmos, é a tolerância, é o amor, e acima de tudo não nos desviar-mos das Pedras...
Citando Fernando Pessoa:
"Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo."

quinta-feira, 27 de março de 2008

Artigo esquecido...


Sou a favor de todas as lutas contra qualquer tipo de discriminação...
no entanto existem lutas que caiem no exagero, no ridículo ou num abuso de Direito.
Vejamos o que seria se à dez anos atrás alguém se lembrasse de abrir um ginásio só para homens, ou, se hoje alguem ousasse em criar um ginásio só para Brancos ou negros...
Neste tema tão delicado que é o tema da discriminação (seja ela de que tipo for) os que foram um dia discriminados pela sociedade caiem por vezes, embora que inconscientemente, no erro de serem eles agora os “discriminadores”, existindo uma permuta de posições.
Na minha opinião, pelo respeito à história e às batalhas vencidas, quer no que respeita ao racismo, quer à discriminação baseada no sexo, deveríamos abolir qualquer tipo de discriminação ainda que esta seja APARENTEMENTE inconsciente.
Ao abrigo do artigo 13º nº2 da Constituição da Republica Portuguesa me arrogo no Direito de entrar num Ginásio “ Só para mulheres” nem que seja só para dar uma vista de olhos!
Bem hajam, quer sejam homens, mulheres, brancos, pretos, tibetanos ou chineses…

quarta-feira, 19 de março de 2008

Para ti...


...Pai!
Hoje é o nosso dia...sim nosso, porque o teu puto também já é Pai.
É verdade, apesar de não quereres ver, já sou um Homem, tenho 33 anos, duas filhas e quase 80Kg.
...eu sei Pai...
para ti serei sempre aquele bebé, aquele puto com cara de santo, aquele reguila, jogador da bola,o magricela...
...eu sei Pai...
...para ti serei sempre o teu Puto...
...eu sei Pai...
...sei o que sentes...
...sei o que é ser Pai...
...descobri o que é amar alguém incondicionalmente...
...descobri a dor e o medo que esse amor dá...
Quando somos Pais encontramos a felicidade, sentimo-nos mais fortes, como se nos tornássemos eternos... aos poucos essa felicidade começa a transformar-se num medo horrível...
A felicidade quando a encontramos dá um medo terrível.Esquisito não é?
...dá medo de a perdermos...
...de tudo acabar um dia...
...não tenhas medo Pai, há coisas que nunca acabam...
...o amor que nós sentimos não acaba...
...o mundo pode acabar um dia...
... o nosso amor, esse.. será eterno!...
Obrigado por amares-me Pai!

terça-feira, 11 de março de 2008

Conselho a alguns Políticos


Políticos... aprendam a escutar e por favor deixem de fazer aquele risinho estúpido sempre que alguém, de cor politica diferente, intervém.
Respeitem-se para que eu possa continuar a respeitá-los!

segunda-feira, 10 de março de 2008

U2 "Em Portugal"


Para quem quiser ver o trailer do concerto mais esperado do Ano!

Eleições em Espanha ditam nova vitória socialista


José Luis Zapatero reforçou a presença parlamentar ainda que longe da maioria absoluta (a sete deputados de alcançar esse desiderato).
Mas o que interessa isto...
AFINAL QUEM SERÁ O NOVO TREINADOR DO BENFICA????
PS:Lá está o Camacho... sempre à procura de protagonismo...

quinta-feira, 6 de março de 2008

Isto é...o verdadeiro jornalismo!

video

quarta-feira, 5 de março de 2008

Já bebeste o teu Kofi (Annan) Hoje?

video

terça-feira, 4 de março de 2008

NOVAS OPORTUNIDADES

O título leva qualquer um a pensar que se trata de propaganda política, de um post informativo ou de qualquer outro assunto sem qualquer interesse imediato.
Ora vamos “direitamente ao que interessa” e falar um pouco das oportunidades que surgem sempre da alteração de uma lei, que, de uma forma mais ou menos efémera, vem abalar a sociedade; nem mais nem menos, a nova legislação do tabaco (Lei n.º 37/2007, de 14 de Agosto). Com a nova Lei do tabaco surgiram variadíssimas discussões, mas poucas foram aquelas que olharam para a nova Lei como uma verdadeira revolução, dos negócios às emoções (e bem sabemos que as duas devem estar presentes mas não se devem misturar) nada vai voltar a ser como dantes...
Aproveitar o "empurrãozito" do nosso legislador e deixar de fumar, parece-me uma boa possibilidade. O negócio da instalação de extractores de fumo, ar condicionados, purificadores de ar e, como não poderia deixar de ser, a venda de alguns medicamentos, tais como, os que ajudam a deixar de fumar, aspirina, ansiolíticos, etc. são, sem dúvida, boas oportunidades de negócio.Entre outras, estas novas oportunidades parecem-me interessantes e com benefícios autênticos, tanto para a saúde como para a carteira de quem abrace qualquer uma delas. Para quem não tiver uma veia empreendedora e não estiver minimamente interessado, ou interessada em deixar de fumar, as novas oportunidades também são uma realidade. Num dos meus passeios solitários por Lisboa que tanto aprecio, verifiquei a quantidade de pessoas que se encontram à porta, quer de estabelecimentos públicos quer de estabelecimentos privados, em enorme cavaqueira como se pertencessem a uma “tribo”. Ora aqui está uma nova oportunidade …"UMA NOVA OPORTUNIDADE DE ENGATE!" Ao sair de um centro comercial deparei-me com uma imensidão de gente; dois a dois, aos grupinhos, um ou outro mais tímido e consequentemente sozinho… Fiz de conta que esperava alguém e fiquei a observar esta nova tribo da sociedade moderna, sempre sob olhar suspeito, pois era o único que não esfumaçava... Depois de observar que dentro desta tribo existem aqueles que já se conhecem, outros que nem por isso e outros tantos que adorariam conhecer-se, eis que surge o motivo deste post, ou seja o diálogo que transcrevo de seguida:
Ela: (uma Pita + ou - 16 anos) – “ Olá tens lume?”
Ele: (um dos solitários + ou - 20) – “Também cravei, só se for assim…” (e dá lume com o seu cigarro, estabelecendo assim o seu primeiro contacto, ainda que ingénuo, com a rapariga)
Ela: - “Fonix, agora é um stress ter que vir cá fora fumar, o que vale é que saio um pouco da loja onde me exploram até ao tutano! Já agora como te chamas?”
Ele: - “Zeca e tu?”
Ela: - “Eu sou a Joana. Fumas à muito tempo?”
Ele: - “Há três anos …”
Ela: - “Ganda maluco! “ Que idade tens?
Ele: - “19. E tu?
Ela: - “ 16 e já fumo há 2 anos!
Ele: - “ Fogo! ainda és uma Pita! …bem vou bazar!
Ela: - “Espera! não vás já. Davas-me que idade?
Ele: - “Hum…bem…aí uns 20... no mínimo!”
Ela: - “ Só não tenho, se não quiseres…Vamos dar uma voltinha antes que aqueles gajos se lembrem de proibir mais qualquer coisa… (e pisca-lhe o olho).”
Ele: - “Então não tens de ir trabalhar?”
Ela: - “ Cala-te e vem daí… eu sou a dona da loja…” (sussurra-lhe ao ouvido)




PS: O que me preocupa é que lá em casa só eu é que deixei de fumar!

segunda-feira, 3 de março de 2008

U2

A Lusomundo, responsável pela distribuição do filme em Portugal, acaba de anunciar a data de estreia em Portugal. Será a 24 de Abril de 2008.Ainda não foram anunciadas quais as salas de exibição.

Românticos incompreendidos

video

Esperam-se reacções....

Mais um Derby...

...finalmente sem casos!
Ontem assisti ao Derby pela televisão, facto que não me recordo de ter acontecido desde a construção do novo Estádio.
Retirando as imperiais, as amêijoas, o pica-pau, o canapé de Sapateira e o sr (que estava na mesa em frente à minha) do restaurante que dizia Paulo Paparati em vez de Stevie wonder ...sem dúvida que assistir a qualquer espectáculo ao vivo é outra coisa. O futebol não foge à regra, principalmente quando se trata de um Derby Lisboeta entre o Sporting Clube de Portugal e o Sport Lisboa e Benfica.
É talvez o encontro de futebol mais esperado do ano, pois é aquele que junta os dois clubes Portugueses com mais adeptos (Só os do Benfica são mais de metade da População Nacional).
Chegou-me aos ouvidos que a nomeação do árbitro Paulo Paraty foi uma espécie de Prémio, atribuído pela comissão de arbitragem à sua competência e dedicação ao trabalho.
Concordo plenamente, não há dúvida que este senhor tem-se portado à altura, basta lembrar a forma imparcial como actua (principalmente nos Derbys); é daqueles árbitros de quem não se desconfia, não existem indícios que nos levem a pensar que nutre um sentimento especial por este ou por aquele clube, um homem sério, integro, respeitável e que não come fruta.
Isso mesmo que leram pois está provado que a fruta, seja de que espécie for, influencia de forma determinante a prestação dos Srs. árbitros.

PS: Não me perguntem de que forma é que a fruta influencia a arbitragem... também não faço ideia....


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Um dia crio um blog...



...hoje é o dia!
Inspirado por uma empresa conhecida de cafés e pelo Blog da minha cunhada decidi criar este blog.
A partir de agora tudo pode acontecer, desde o simples facto de não acontecer exactamente nada, até ao ponto de ser processado por um Primeiro ministro de um país qualquer....